Pesquise neste Blog

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Diário de uma Tripulante







Olá amigos seguidores (:
Fiz uma espécie de diário destes 6 dias que trabalhei, para descontrair este blog e para terem uma noçao do meu dia-a-dia como Comissária.

PRIMEIRO DIA
Sexta-feira  de madrugada, por volta das 4 da manhã me apresentei no D.O do Aeroporto Internacional de Viracopos, mais um dia exerceria com muita alegria minha profissão, me apresentei aos outros tripulantes  Cmte, Cop e mais 2 comissárias, íamos rumo ao Aeroporto Afonso Pena em Curitiba, fazendo escalas no Rio de Janeiro e Confins em BH, embarcamos num EMBRAER 190 (aeronave 100% brasileira, é esse o speech dos pilotos RsRs), recebemos a comissaria (lanchinho dos passageiros),  ajeitamos a aeronave e recebemos nossos passageiros sempre com um lindo sorriso no rosto, mostrando a satisfação em  estar  ali, auxiliamos os idosos no embarque, ajudamos a ajeitar as malas, alertamos sobre as saídas de emergência pedindo o auxilio dos passageiros ali acomodados caso haja uma evacuação em emergência, abrimos todas as saídas de ar, fazemos a contagem dos “pax” (passageiros) e passamos para o Comandante, é dado início a decolagem...acendem todos os sinais luminosos de usar cintos e não fumar...é feito o speech de decolagem: “Senhoras e Senhores bom dia, a Cmra Priscila em nome do Comandante  “_______” lhes dá as boas vindas a bordo da aeronade ERJ 190 da (nome da cia) Linhas Aéreas, este é vôo de número_______, com destino á _______, fazendo esacalas em_________. Pedimos sua atenção para demonstração dos recursos de segurança...e blá blá blá...”. Nesta hora uma faz  Speech outra a demonstração lá na frente e outra no meio da cabine, uns passageiros te olham atentamente, outros nem te dão importância, más são os primeiros a arregalar os olhos quando dá uma turbulência...Falando em turbulência, neste vôo ela foi pesada, considerada FORTE, foi uma turbulência de céu claro, no qual não nos foi avisado com antecedência ( é aquela que o aparelho não detecta)....Estávamos no meio do serviço de bordo e ela aconteceu....Sinceramente, eu adoro, é a sensação de estar numa montanha russa, pra quem nunca passou por uma. Suspendemos o serviço más foi por pouco tempo, pousamos em Confins, uns passageiros desembarcaram, outros prosseguiram conosco e outros embarcaram naquela hora rumo a Curitiba...Chegamos em Curitiba por volta das 20 da noite, num hotel maravilhoso diga-se de passagem, ainda estava disposta e saí com uma das meninas da Tripulação pra ver a noite de Natal, MARAVILHOSO !
SEGUNDO DIA
No outro dia ás 14 horas já era a apresentação pro próximo vôo, seguimos o comandante, fomos até a aeronave, desta vez era um ERJ 175 um pouco menor, fizemos novamente os mesmos procedimentos e recebemos com muita alegria e ainda dispostas os novos passageiros, neste vôo teve um pouco de atraso devido o mal tempo, e alguns passageiros estavam nervosos e mal respondia nosso: Olá..rsrs, más mantemos nossa postura e sorriamos sempre !  Neste segundo dia fazemos a etapa: Curitiba / Rio/ Rio/Confins ...dormimos em Confins, hotel maravilhoso também....
 TERCEIRO DIA
No terceiro dia íamos rumo ao Rio de Janeiro, porem no pouso da noite anterior ocorreu o estouro do pneu do trem de pouso e não conseguiríamos ir com a mesma aeronave , disponibilizam pra gente um ATR 72 (aeronave de hélice), no qual fui de passageiro, prosseguimos com a viajem, eu me sentei em assento de passageiro e só observava o trabalho das minhas amigas, do meu lado o Co-piloto da minha tripulação, conversávamos sobre diversos assuntos. Chegando próximo ao pouso no Rio de Janeiro eu observei que a aeronave estava em uma altitude diferente da qual estava acostumada, dava a impressão que íamos pousar no Mar, eu observava também a reação do Co-piloto que melhor do que eu com certeza sabia do que estava acontecendo, ele demonstrava tensão...Pousamos no meio da pista e pra quem não sabe a pista do Aeroporto do Rio (Santos Dumont) é curta....a aeronave não reduzia a velocidade, passamos a primeira entrada, a segunda entrada, e nada de parar, de repente na ultima entrada a aeronave faz uma curva (semelhante a um cavalinho de pau), todo mundo se espantou inclusive o co-piloto que estava do meu lado...Isso foi tenso, más muito divertido ao mesmo tempo. Por fim neste dia fomos de volta a Curitiba, e o dia acabou bem.
QUARTO DIA
No quarto dia teve também atraso, os aeroportos fechados devido ao mal tempo, muita chuva...preparamos a cabine toda e aguardávamos a abertura do aeroporto para prosseguirmos com o embarque e a decolagem, após uns 30 minutos dentro da aeronave aguardando LIBERARAM, mais uma vez os passageiros super agradáveis vieram querendo nos matar ( como se tivéssemos culpa e como se não estivéssemos ali esperando também), os recepcionamos com muito carinho e alegria, por ser nossa função e pra quebrar o gelo também, lembrando que estávamos muito cansadas. Dormimos em Florianópolis, cidade maravilhosa, hotel maravilhoso e recepção maravilhosa...eu e a tripulação saímos 1 e 30 da manha em busca de uma lanchonete aberta...rsrs encontramos apenas um Drive Trhu do Mc Donalds, comemos á beira mar ....que delicia !

QUINTO DIA
No quinto dia,  atraso,atraso, atraso....desta vez eu esta indo rumo a Goiânia, depois  Palmas em Tocantins, o vôo foi tranqüilo apesar das carinhas tortas nos olhando....más sempre SORRINDO: Aceita uma bebida senhor ? rsrsrsr ! Passa o óleo de peroba na cara  e siga em frente ....
SEXTO DIA
No sexto dia ...a alegria tomava conta de mim e nada estragaria meu dia...indo rumo CASA ! Aeroporto Internacional de Viracopos, horário previsto de pouso : 22:15...Graças a Deus desta vez foi no horário, sem nenhum atraso em nenhuma etapa, fizemos Palmas –Curitiba/ Curitiba -Confins/Confins- Viracopos...os passageiros felizes, todos queimadinhos de sol, provavelmente voltando de algum lugar de férias, uma gestante á bordo, sempre lhe dando muita atenção, tinha até espanhóis nesta etapa, fiz bom uso das minhas aulas ..rsrsr
Os mesmos procedimentos foram feitos, só que desta vez com um semblante de alívio estampado no rostinho de cada uma, pois todas estavam voltando pra perto da família.
Conclusão,  é muito gratificante nossa profissão, é emocionante, é maravilhoso poder ajudar, auxiliar, acompanhar os passageiros, passamos por diversas situações, passageiros irritados, cansaço por esperar tanto tempo, alguns medos ou gelinhos na barriga, más nossa função é sempre manter a postura, o sorriso estampado no rosto, por mais que a saudade aperte por que a distancia da família dói, nada deve interferir no que se deve passar para os passageiros, da porta da aeronave pra dentro devemos ser outra pessoa, deixando problemas pro lado de fora,  levando pra dentro sempre a cortesia, cordialidade, simpatia e acima de tudo a presteza e o carinho. Ser comissária é sorrir, é estar cada minuto em um lugar talvez em a dois lugares ao mesmo tempo rsrs, é vestir a camisa da nossa empresa e ser prestativo por mais cansada e exausta que esteja.Ser Comissária é o que eu quero pro resto da minha vida !

OBS.: Uma dica para ANAC...devemos ter uma folga na nossa BASE após 6 dias fora .

Postado por mim mesma : Priscila Trevisoli!

Beijoooos Tripulação ! 

2 comentários:

  1. Booa pri , mto legal , continue informando mais sobre o seu dia-a-dia!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei, fico até ansiosa ao ler seu diário! *.*

    ResponderExcluir